sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Quando as coisas começam a deixar de fazer sentido, lembro-me sempre que tu leste o meu livro preferido. Antes de saberes que ele o era, antes mesmo de me conheceres [bem]. E aí volto sempre a pensar porque gosto tanto de ti, uma entre tantas outras coisas.

2 comentários:

susana disse...

Às vezes o mais errado começa a parecer certo ;)

susana disse...

E não é isso que mais importa? Desde que estejas feliz, não importa que não saibas definir o que te deixa assim :)