sexta-feira, 21 de maio de 2010

Porque ainda quero ajudar, porque me pesa na consciência se não o faço. Porque acho que o devo, quando não devo. Porque apesar de tudo o que já passou, a única coisa agora que me interessa, é receber um obrigado depois no fim. E nem isso acontece. Por isto tudo, e muito mais. A única estúpida continuo a ser eu, e mesmo que não queira, vou o ser sempre. Porque ainda me preocupo, e vou preocupar sempre.

1 comentário:

Paula disse...

Preocupação vais ter sempre, mas também vai chegar o dia em que percebes que és só tu que a sentes e que se insistes agora por ser "útil" é só para continuares a sentir que és precisa, que és importante e como sempre, cumpres o teu papel de estar lá a dar o litro, porque sempre foi assim..e tens medo de falhar.
É só uma forma das coisas não mudarem de forma tão abrupta..mas depois vais entender que mesmo sem se falarem, estão cumprimentados/agradecidos/o que quer que seja para a vida..